Quinta-feira, 22.10.09

O Momento de Deus

 

 

 

 

 

 

 

 

Creio que comecei a preparar a minha viagem ao Brasil no passado dia 5 de Outubro...Uma viagem sonhada ao mais profundo da alma brasileira...

Foi assim...Saí de casa para dar uma volta pela Feira de Velharias que estava a decorrer no Parque e, olhando sem ver nada, dei comigo fixada numas imagens de Nossa Senhora da Aparecida, padroeira do Brasil. O vendedor, brasileiro, assegurou-me que aquelas eram imagens mesmo brasileiras, as mesmas que se vendem lá, em Aparecida, no local do santuário.Que a festa seria a 12 de Outubro e que o manto da imagem era igual ao original, de cor azul e com enfeites dourados. O rosto de Nossa Senhora é escuro, parece que defumado pela grande quantidade de velas acesas em sua honra...será?

Aconcheguei, respeitosamente, a imagem na minha bolsa e dirigi-me ao sítio do costume para tomar café.

O tempo não estava seguro para ficar na esplanada, entrei e sentei-me na mesa de uma velha senhora, acabada de enviuvar.

A conversa centrou-se à volta da sua tristeza, depressão, saudade e da incapacidade de dormir, o que provocava depois um grande cansaço...Tentei, como pude, ouvir, ajudar, recomendar um chá de valeriana e, depois de falarmos sobre a Feira, mostrei-lhe a imagem de Nossa Senhora.

A minha amiga, sofrida e com muita Fé, começou a tocar o rosto com a imagem como que pedindo protecção, ao que eu, sensibilizada,correspondi, oferecendo-lha.

Então, de lágrimas nos olhos, disse-me:

"Há muitos anos frequentei um Curso de Cristandade com o meu marido. A dada altura um padre perguntou-me se  alguma vez eu tinha sentido "O momento de Deus".Eu disse que não".

Pegou-me nas mãos, beijou-mas  e concluiu: esse "Momento de Deus", foi agora.

Voltei à Feira comprar outra imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, sentindo que, qualquer dia, vou visitá-la ao Brasil. 

 

publicado por Belisa Vaio às 21:57 link do post | comentar | favorito

Sincronicidades ou Coincidências?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O caminhar pela Vida, procurando estar atenta aos sinais que lhe dão sentido, tem-me proporcionado momentos,  de tão grande sintonia com o Universo, que gostaria, humildemente, de catalogar como Sincronicidades.

Não resisto a dar testemunho do que me aconteceu há instantes...

Ocupada nos meus afazeres domésticos e com o pensamento a lutar com uma dúvida sobre o agir/não agir, relativamente a algo que me tem preocupado, dei comigo a ouvir em fundo, um anúncio, creio que a uma marca de automóvel, que dizia: "...não apresse a Viagem e mantenha o espírito elevado, até chegar ao seu destino..."

Palavras, pra quê?...

A minha dúvida ficou desfeita...

Tudo tem o seu tempo...

 

sinto-me:
música: Emoções (Roberto Carlos)
publicado por Belisa Vaio às 20:58 link do post | comentar | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
21
23
24
25
26
27
28
30
31

últ. comentários

mais comentados

links

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro