Domingo, 29.11.09

Inesquecíveis Anos 60

 

 

 

Atravessei a década de 60, precisamente na minha adolescência e juventude...entre os 11 e os 20 anos!

O tempo dos sonhos e das quimeras, do liceu e de algo mais, das amigas - porque nesse tempo o D. Maria era só feminino - das revistas da moda, a Crónica Feminina, a Flama e o Século Ilustrado, a Enciclopédia brasileira Bloch, que saía em fascículos, a Ao Largo e da minha Coimbra, claro a Capa e Batina, afecta à Universidade e O Pátio, ligado aos Liceus masculino e feminino...respectivamente o D.Joao III e o Infanta D.Maria ! Claro que se lembram...

Quando a saudade divaga e percorre os caminhos desse tempo, há algo que em mim me leva sempre e logo  para a música.

Dos Estados Unidos, recordo, entre outros, todos os êxitos de Paul Anka, Pat Boone, Elvis e Ricky Nelson, enfatizados ainda pela colecção de cromos que também fazia as minhas delícias!!

De Inglaterra, Cliff Richard e os Shadows e claro os Beatles...

E de França? Meu Deus!  Françoise Hardy e  Sílvie Vartin, Charles Aznavour e Gilbert Becaud, Alain Barriere e Claude François , Hervé Vilard e Christophe, Mireille Mathieu e claro, Adamo, sem esquecer Les Chats Sauvages!!

Tudo isto porquê?

Porque passei o fim de tarde a ouvir  várias canções e agora estou a escrever e a ouvir Adamo...e vem-me à memória uma série de concertos que ele fez em Lisboa, creio que no inverno de 1967,  no teatro Monumental. Na época eu estava na capital a estudar Desenho e Decoração na Fundação Ricardo Espírito Santo e fiz tudo para ir ver o meu ídolo! qual quê?

Bilhetes, esgotados e contentei-me em vê-lo passar, quase em ombros, por entre centenas de jovens sonhadoras como eu...Mas sorrio ao recordar essa tarde de domingo... 

Ouvir música é, para mim, um dos maiores prazeres da Vida...

Penso que ouvir música me ajuda a tomar consciência da beleza da vida e por isso me sinto grata. Os ritmos e as melodias que dão forma a poemas, mais profundos ou mais ligeiros, ajudam a traduzir as emoções que vou vivendo e têm, muitas vezes , um efeito terapêutico.

Levantam-me o ânimo e transportam-me para outros mundos e tempos...especialmente as músicas dos anos 60 !!

E recordo, com imensa saudade, as minhas tentativas,nunca frustradas e sempre cúmplices, de convencer o meu querido Pai, cuja Paixão de toda uma Vida foi a MÚSICA,

que os Beatles, apesar de cabeludos, iam deixar-nos melodias eternas, quais Mozartes da nossa época!

E não me enganei...e ele estará a sorrir e a abençoar-me...Mil beijos Papá... 

sinto-me:
música: Vous permettez monsieur...ADAMO
tags:
publicado por Belisa Vaio às 20:41 link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 26.11.09

Julie & Julia - A não perder!!

 

Que filme adorável!!!

Baseado em vidas reais, é o testemunho de que vale a pena Acreditar!! Sempre!!

Deliciei-me quando me apercebi que a história começava em França e no ano em que nasci: 1949!

Os carros, grandes, largos e anafados, de que me lembro da minha infância.

Paris, como ainda é hoje,  uma cidade envolvente e muito romântica.

E  as toilettes, lembrando-me as senhoras dessa altura  como a minha Mãe e a prima Alice? Saias talhadas à "godets" e uns pequenos chapelinhos na cabeça!  

Depois, a interpretação de Meryl Streep é soberba! E aquela voz colocada em falsete, quase hilariante, a retratar na perfeição aquelas americanas mais serôdias, que passam a velhice a gozar os dólares em cruzeiros?! 

Nesse tempo creio que ainda não existia o conceito de stress!!

Nada que se compare ao bulício esgotante dos tempos actuais, numa qualquer cidade americana, sem qualidade de vida e massificados, mas em contrapartida, mais questionados, em todas as suas dimensões...

Que o diga a jovem Julie.

Recomendo Vivamente !

 

 

sinto-me:
música: qualquer uma de Charles Aznavour
tags:
publicado por Belisa Vaio às 21:43 link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 25.11.09

Os 10 mandamentos da serenidade

 

 

 

1. Só por hoje, tratarei de viver exclusivamente este meu dia, sem querer resolver todos os meus problemas de uma só vez.
2. Só por hoje, terei o máximo cuidado com o meu modo de tratar os outros, sendo delicado em meu modos, não criticando/julgando ninguém, não tentando melhorar ou disciplinar ninguém senão a mim mesmo.
3. Só por hoje, me sentirei feliz com a certeza de ter sido criado para ser feliz, não só no outro mundo como neste também.
4. Só por hoje, me adaptarei às circunstâncias sem pretender que as circunstâncias se adaptem aos meus desejos.
5. Só por hoje, dedicarei pelo menos 10 minutos de meu tempo a uma boa leitura, lembrando-me que assim como é preciso comer para sustentar o corpo, assim também a leitura é necessária para alimentar a vida de minha alma.
6. Só por hoje, praticarei uma boa ação sem contar para ninguém.
7. Só por hoje, se for ofendido em meus sentimentos procurarei que ninguém saiba.
8. Só por hoje, farei um programa bem completo do meu dia. Talvez não o execute perfeitamente mas, em todo caso, vou fazê-lo. E me guardarei bem das suas calamidades - a pressa e a indecisão.
9. Só por hoje, serei firme em minha fé de que a Divina Providência se ocupa de mim como se existisse somente eu no mundo, ainda que as circunstâncias manifestem ao contrário.
10. Só por hoje não terei medo de nada. Em particular, não terei medo de gozar o que é belo e não terei medo de crer na bondade.

 João XXIII

publicado por Belisa Vaio às 22:16 link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 18.11.09

Nunca desista dos seus sonhos

 

Creio que a Lua Nova foi anteontem,  dia 17.

Ontem, li algures que a Lua Nova está relacionada com o Semear, a Lua em Quarto Crescente com o Germinar, a Lua Cheia com o Crescer e a Lua em Quarto Minguante com o Frutificar... 

De facto, por coincidência ou não - ou sincronicidade?- passei esse dia com a Louise Hay às voltas...ou melhor, com o seu livro Você pode curar sua Vida...

Como alguém me diz às vezes...tenho a vida que pedi a Deus...e é verdade...

Dou tudo por um livro e ando sempre com um na bolsa...nunca estou sozinha.

Agora calhou este e embora o tema para mim não seja novo, gostei de o ler de carreirinha,

e estou agora a saboreá-lo, devagarinho, para absorver melhor os conselhos que essa sábia Senhora tem para nos dar.

E aí está o tal Semear !! O quê? Comportamentos, claro! Alterar comportamentos através da alteração de pensamentos negativos em pensamentos positivos! Não é fácil! Mas acredito que vou conseguir! 

Tive a primeira vez consciência dessa realidade e da total importância que tem na condução da nossa Vida, através de conferências a que assisti de Lauro Trevisan e dos seus livros, como o Poder infinito da sua Mente . Já lá vão longos anos... 

Creio que  poderia dizer que nascemos e a vida nos fez pessimistas ou optimistas.

Também sei que ser optimista é uma benção e que os pessimistas são uns chatos...

Quando temos a capacidade de parar para pensar e fazer uma avaliação honesta do tipo de vida que vamos construindo, podemos sempre melhorar as nossas atitudes e fazer  por ser cada vez mais felizes...

E aí estão esses livros abençoados para nos ajudar a nunca desistir dos nossos sonhos!

Se de vez em quando precisamos reciclar conhecimentos a nível profissional, porque não fazê-lo a nível mental e emocional?

 

Estou a Semear...pela Lua Nova... 

sinto-me:
publicado por Belisa Vaio às 22:33 link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Domingo, 15.11.09

O Poder dos Sentidos

É o filme que vi hoje à tarde...

Numa tarde de domingo, chuvosa, o sofá convida ao aconchego e o filme não podia ter sido melhor companhia...

A história é conhecida, mas sempre controversa...a vida para além da morte, os fenómenos subsequentes, os contactos entre os dois mundos, os cépticos e desconfiados e a aceitação sem reservas de quem vive esses mesmos fenómenos.

Acredito piamente que são situações difíceis de viver...tudo o que tem a ver com mediunidade nos deixa a pensar, porém não ficam dúvidas a quem tem esse dom. 

Tive a sorte de meu Pai , desde a minha infância, me falar com muita naturalidade de situações mediunicas que viveu e testemunhou. Eu própria tenho tido a graça de "receber" mensagens das mais variadas formas: sonhos absolutamente incomuns, com conteúdos inesperados e quase surreais, intuições, sincronias, contactos de uma energia muito poderosa, visões ou aquilo a que chamo "relampago mental", ruídos e barulhos, quando tudo à volta está em silêncio, e até o fenómeno do candeeiro, que, como no filme, estava apagado e se acende sozinho, faz faísca e quase se levanta da mesa.

Não é fácil partilhar a vivência destas experiências...há sempre quem desconfie, mas quando encontramos alguém do mesmo "clube", a linguagem é a mesma e a sintonia é perfeita. E isso enche-nos a ALMA.  As nossas experiências, vividas por nós, dizem-nos que há Vida para além da Morte e que quem parte nos visita e nos orienta, dando-nos muitos sinais da sua presença.

Partir, é concerteza entrar noutra dimensão, imbuído de uma outra energia, mas sempre ligada ao lado de cá, protegendo e amando quem ainda cá está. Acredito.Sei que é assim. 

música: The deer Hunter (tema do filme O Caçador) by The Shadows
publicado por Belisa Vaio às 22:41 link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 02.11.09

Precisamos de Santos

 

Precisamos de Santos sem véu ou batina.

Precisamos de Santos de calças jeans e tênis.

Precisamos de Santos que vão ao cinema, ouvem música e passeiam com os amigos.

Precisamos de Santos que coloquem Deus em primeiro lugar, mas que se "lascam" na faculdade.

Precisamos de Santos que tenham tempo todos os  dias para rezar e que saibam namorar na pureza e castidade, ou que consagrem sua castidade.

Precisamos de Santos modernos, santos do século XXI, com uma espiritualidade inserida em nosso tempo.

Precisamos de Santos comprometidos com os pobres e com as necessárias mudanças sociais.

Precisamos de Santos que vivam no mundo, se santifiquem no mundo, que não tenham medo de viver no mundo.

Precisamos de Santos que bebam coca-cola e comam hot-dogs, que usem jeans, que sejam internautas, que escutem disc man.

Precisamos de Santos que amem apaixonadamente a Eucaristia e que não tenham vergonha de tomar um refrigerante ou comer uma pizza no fim-de-semana com os amigos.

Precisamos de Santos que gostem de cinema, de teatro, de música, de dança, de desportos.
Precisamos de Santos sociáveis, abertos, normais, amigos, alegres, companheiros.

Precisamos de Santos que estejam no mundo; e saibam saborear as coisas puras e boas do mundo, mas que não sejam mundanos".

(João Paulo II)

 
 

Nota:Esta é uma das maravilhosas mensagens que o  Papa João Paulo II nos deixou.

Interiorizá-la e vivê-la é fundamental...

 

 

sinto-me:
publicado por Belisa Vaio às 22:32 link do post | comentar | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Novembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
19
20
21
22
23
24
27
28
30

últ. comentários

mais comentados

links

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro