Quinta-feira, 31.12.09

A Minha Família de Alma

Ontem, 30 de Dezembro, festejámos 5 anos que conhecemos a Mena.

Foi um dia tão marcante que ficou para sempre gravado nos nossos corações.

Esplanada do café, ela aproximou-se para cumprimentar uma de nós, integrou-se e reparámos logo que falávamos a mesma linguagem...

A busca interior, o crescimento espiritual, a partilha, a compaixão, que sei eu...

Tornámo-nos Família de Alma e ontem fomos festejar esse encontro  a casa dela...

Foram horas de alegria transparente...de convívio desejado e saudoso...

Troca de experiências íntimas e intimistas, humildade na assunção de fragilidades, continuamos a  ser nós, cada vez mais crescidos e conscientes das nossas responsabilidades na vida uns dos outros...e da comunidade,claro...

Plenitude...todos nos sentimos em Plenitude...

Presentes...a Meninha, a Guida, o meu Sol, eu  e o jovem Vitor, para além do Felipe, Francisco, João e Manel.

 

Agora, à hora a que escrevo, aproxima-se velozmente um novo ano, novinho em folha, como ela diz...

Que 2010 faça de mim um Ser melhor...

Que eu seja humilde e aceite a derrota...

Que eu, sem arrogância, aceite a vitória...

Que eu dê Amor em abundância e o saiba receber também

Que eu aceite como abundante o pouco amor que me puderem dar...

Sabendo que cada um dá o melhor que sabe e pode...

Que eu não crie expectativas sobre nada ou ninguém,

Que eu saiba aceitar as minhas fraquezas e os meus defeitos...

que eu potencie as minhas qualidades e as saiba pôr ao serviço dos outros...

Que eu esteja presente quando me pedem

E me saiba afastar quando não for precisa...

Que eu deixe de julgar para também não ser julgada...

Que eu seja paciente e não desista...

Mas não seja teimosa...o que é diferente...

Que eu abençoe os outros e a sua maneira de ser...

E tenha capacidade de os aceitar assim

E que eu nunca me esqueça que...

Todo o Amor semeado, cedo ou tarde florirá...

FELIZ 2010 !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

sinto-me:
música: Emocões
publicado por Belisa Vaio às 23:33 link do post | comentar | favorito
Domingo, 27.12.09

A Viagem

Mais uma vez...a sintonia com o Universo...

Manhã de domingo...

Abrir um olho...acordar...abrir o outro...já está...

O aconchego do quente da cama...

Ponho o braço de fora e ligo o botão da telefonia...

Recolho o dito e reaconchego-me...

Hoje não há pressa...é domingo...foi Natal...ainda estou em época de festas...

Volto a fechar os olhos...e se sonhasse? às vezes a esta hora sou contemplada com belos sonhos...(geralmente não tenho pesadelos...)

Enquanto entrego o meu corpo a uma sensação maravilhosa de relaxe total, deixo que o pensamento vá por onde quiser e ele...parece que só sabe um caminho...

O caminho percorrido nos últimos 10 anos....e os acontecimentos que me levaram a mudar de rumo...

O rumo que me sintonizou comigo própria, que me completou, que me fez sentir plenamente feliz...

E enquanto, como costumo, ía agradecendo  a Deus e ao Universo esta Viagem a sintonia voltou a acontecer...

Na rádio começou a passar o tema "BARCELONA" ... 

 

sinto-me:
música: Barcelona
publicado por Belisa Vaio às 18:21 link do post | comentar | favorito
Sábado, 26.12.09

Noite de Natal

 

 

Hoje é Noite de Natal...

No silêncio da minha companhia, estou a viver este Natal com muita felicidade...

É assim de há 10 anos a esta parte...

Estou sozinha na Noite de Natal e tenho os filhos, noras e netos para almoçar no Dia de Natal...

A esta hora, estão com os sogros e pai e àmanhã almoçam com a mãe...

Nesta noite, nunca me sinto só e há pouco, após concluir os preparativos para o almoço de amanhã, dei por mim a pensar que, desta forma, terei possibilidade de me recolher, no meu coração e reflectir sobre o significado do nascimento de Jesus.

Esta é outra vantagem de estar só...porque, quem não estiver, estará concerteza rodeado de família, mas com mais dificuldade em interiorizar o momento e viver o seu significado.

Estou cansada... doem-me as pernas e as costas...

Também Nossa Senhora, por esta hora (?) ainda estaria com dores de parto...por isso a verdadeira festa é só amanhã, como cá em casa...

Um bébé, nascido há 2009 anos e que ainda hoje é tão importante para a Humanidade!!

Um bébé, cujo nascimento e importância foi profetizado tantos séculos antes e cujo percurso e testemunho de vida continua a nortear o Ser Humano.

E sua Mãe? S. José ficará para outra altura...

Nossa Senhora, a Virgem Maria...uma jovem, que de um momento para o outro, em situação totalmente inesperada, se viu envolvida numa história muito difícil de entender...

Acredito que ela se tenha sentido muiiiiiito confusa e, concerteza, ter-se-há questionado vezes sem conta...Ser virgem e tornar-se Mãe do Salvador? Que quer isto dizer? Tudo anunciado por uma visão, em forma de Anjo? Meu Deus...Que mistura de sentimentos...de alegria, de medo, de fé, de angústia, de entrega, de desconfiança, que sei eu...

E o que fez ela? Parou e entregou-se...deixou que a Vida se fosse desenrolando, quase sempre sem entender nada, mas aceitando tudo como a vontade suprema de Deus, o seu Deus, criador da Vida.

A entrega liberta...

Quem me dera aprender com ela...

 

Nota: comecei a escrever mesmo a 24, mas a fadiga venceu-me...

música: Noite Feliz
publicado por Belisa Vaio às 15:45 link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 16.12.09

Paris pelo Natal

 

 

Há um ano estive em Paris...

Quis a Vida que fosse uma viagem de acção de graças...e em todos os sentidos...a época não podia ser melhor e o tempo...frio...ou não estivéssemos na semana antes do Natal!!

Quero voltar a Paris! Mas de novo pelo Natal!

Iluminações deslumbrantes ! Catedrais de luzes a rivalizar com as de pedra...

Avenidas a fervilhar de gente bonita, chique, elegante...

Lojas com montras cintilantes e animadas, as Printemps e as Lafayette.  

Marcas célebres, só ao alcance dos nossos olhos e das nossas ilusões. Muito bom gosto.

Paris é Moda. Moda é Paris.

História por todo o lado.

Os Reis Absolutos e o Imperialismo de Napoleão.

Romantismo e os Champs Elysees.

A Torre Eiffel iluminada de azul e prata, celebrando o fim da presidência francesa da União Europeia.

Notre-Dame e todas as pontes sobre o Sena.

Moulin Rouge e Sex shops.

Saint-Germain des Prés e Sartre e Simone de Beauvoir.

Versailles...Acho que vivi lá noutra encarnação. 

Modes et Travaux - a revista feminina da minha juventude e das meninas prendadas.

 

Aliás, deixo aqui nota de algo muito  importante na minha vida: foi num artigo publicado numa delas, talvez em 1969, que tomei conhecimento de como lidar com uma situação de RH negativo numa gravidez ! Não havia muita informação nessa altura, e muito menos ecografias..., e essa informação, que não esqueci,  foi-me extremamente útil aquando das minhas gravidezes! Sou do tipo O-Rh negativo e isso pode trazer problemas na gestação do filhos a seguir ao primeiro!! Eu estava informada e os meus três rapazes nasceram escorreitos! Graças a Deus!!

 

Paris, cidade Luz...inesquecível...

Hei-de voltar...

 

sinto-me:
música: Aux Champs Elysees
tags:
publicado por Belisa Vaio às 22:37 link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

A Fé é que nos salva!!

 

 

 Os significados da Medalha

 

   

De vez em quando aquela medalha vinha ter comigo...de ouro, antiga, com um desenho invulgar, e com uma Nossa Senhora que soltava luz das mãos abertas ao longo do corpo.

A sua história? Sabia que tinha sido de minha avó materna, oferecida nos primeiros anos da década de 50 pela D. Maria Allonso, avó de Teresinha, namoradinha apaixonada que foi de meu tio mais novo. Não houve casamento, mas a medalha ficou. Bonita.Muito bonita.

Há um ano, um hipotético problema de saúde de meu filho, que muito me assustou, fez com que a medalha viesse de novo ter comigo.

Olhei-a com mais atenção e - tudo tem o seu tempo - apercebi-me que era, nem mais nem menos que a chamada "medalha milagrosa". A Senhora venerada é Nossa Senhora das Graças.

Pesquisei e depois de conhecer a sua origem e a sua história, "agarrei-me" à Fé que ela representa. Comecei a usá-la .

Valeu a pena tal confiança  e sempre tive a certeza absoluta de que a saúde dele se encontrava intacta e apenas muito abalada, por dúvida e  deficiente erro de comunicação entre um ser fragilizado e uma médica totalmente insensível.

Estava tudo bem!  Que satisfação indizível ! Quanto sofrimento inútil! Só quem é Mãe sabe avaliar...

E agradecer? Como agradecer? 

Ir a Paris! Aquela Nossa Senhora apareceu em Paris!

Creio que poucas pessoas conhecerão a história...

Nossa Senhora, apareceu, no ano de 1830,  num convento da Rue du Bac a uma jovem noviça, Santa Catarina de Labouré . Dessa aparição nasceu a famosa medalha.

Quem a usar com fé, será protegido. Assim é.

Pois faz esta semana 1 ano que fui a Paris visitar o local onde Nossa Senhora apareceu.

As emoções sentidas numa tal visita, são pessoais e diria, intransmissíveis.

Depois de uma viagem de avião, (com o coração nas mãos, como todas...) e de largar as malas no hotel , rumámos logo ao Convento. 

Ir de propósito a Paris cumprir uma promessa? Sim...

Ficaram gravadas no meu coração as imagens da belíssima Capela.

Nossa Senhora esteve ali! E eu fui lá agradecer-lhe! 

E tudo por conta de uma medalha com quase 60 anos...

Paris...fica para a próxima...

sinto-me:
publicado por Belisa Vaio às 22:23 link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 15.12.09

Diferença de idades

almas gemeas.jpg

 

Hoje na TV falava-se sobre romances entre pessoas com grande diferença de idades.

Uma "jovem" de 36 casada com um senhor de oitenta e tal, nem fixei...A Madona de 51 encantada por um brasileiro de 21, creio eu, e outros exemplos de como a vida nos pode surpreender e esbarrar em todos os conceitos e preconceitos..

A minha reflexão de hoje, é apenas minha, é claro, mas vou deixá-la registada aqui, até porque não sei como poderei pensar um dia mais tarde...

Nós, seres pensantes, somos mesmo isso, pensantes, e por conseguinte com uma tendência natural para alterar pensamentos e consequentemente, conceitos. 

Culturalmente,  fui habituada a ver e a constatar que um casal é formado por um homem e uma mulher, sendo, por norma, ele mais velho.

Como é óbvio, não vou incluir neste texto qualquer comentário à alteração de conceito de casal, que se constata poder ser também homem/homem ou mulher/mulher.

Vou apenas centrar-me na diferença de idades.

No meu tempo, o que levaria a que as mulheres procurassem casar com homens mais velhos seria, talvez, a necessidade empírica de se sentirem protegidas.

Nada mais duvidoso! A Vida, ensinou-me que, nos homens, idade não significa maturidade ou responsabilidade.

Felizmente a mulher tem vindo, paulatinamente, a tornar-se senhora do seu destino, sem depender do homem e, por isso, a afirmar-se cada vez mais responsável por si própria.

E começam a surgir casais em que a mulher, experiente e independente se torna fascinante para um jovem aprendiz em todas as dimensões da vida e  tenta rejuvenescer ilusoriamente ,vendo-se ao espelho, na sua jovem conquista .

Ou homens serôdios, mas imaturos e inseguros, que p'ra contrariar a decadente natureza, se agarram desesperadamente a jovens, viçosas e vivaças, que na primeira oportunidade não hesitam em os colocar no devido lugar...

São felizes? Bem, a  Felicidade é feita de momentos!

Ela existe e eu também acredito nela!!

Eu acredito, acima de tudo que ainda há encontros de verdadeiras almas companheiras,que, independentemente da diferença de idades, se complementam na alegria partilhada de viver a Vida com intensidade  e com verdadeiro Amor!!   

sinto-me: Feliz!
tags:
publicado por Belisa Vaio às 23:56 link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 11.12.09

Agora...não faço nada!!

 

Hoje não fiz nada!!!

Penso...escrevo a primeira frase que me vem à ideia...arrependo-me, mas, já está! Vai ficar...

Então hoje não fiz nada??

Já é tempo de dizer o que faço...nada!...

Já fiz....e agora mereço não fazer nada!!

Sou filha, fui mulher e mãe. Agora sou só filha,  mãe e avó .

30 anos de mulher, mãe de 3 filhos. Está tudo dito!.

Funcionária pública, cumpridora.

40 anos de serviço, avaliados um por um (de que se queixam os professores?) 

Ódio por relógios e por horários. Agora não uso nada disso. Nem relógios, nem universidades séniores, nem aulas de natação, nem nada. Nada que tenha horários para cumprir!!

Agora as horas são todas minhas e o meu tempo é o que faço dele...e faço o que me sabe melhor..

Aprendi a almoçar tarde...(saio da esplanada com um livro amigo e uma bela e sumarenta cavaqueira  quando estão os activos a chegar para a 1ª bica da tarde...) ,

Pratico yoga no silêncio e no conforto da minha casa,

Enrosco-me no sofá numa gostosa preguiça que leva os meus pensamentos por onde lhes apetece,

Sento-me aqui a descobrir o Mundo

E, quando os amigos chamam, então aí sim...o tempo é para eles!

E assim foi hoje!!

Abraços, tristezas e lágrimas, milagres e sincronias, alegrias e mais lágrimas, sonhos e sorrisos,  nós na garganta e nós no estômago!

Meu Deus, como é bom não ter nada que fazer, porque...

Hoje, pude fazer tudo pelas minhas Amigas!!

A uma, dei um ombro para chorar.

A outra um abraço para ajudar a receber a Felicidade.

Que ela venha para ficar!!

sinto-me:
música: Emoções (Roberto Carlos)
tags:
publicado por Belisa Vaio às 22:15 link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 08.12.09

O fio da meada

 

Já não escrevo há uns dias...o que não quer dizer que tenha andado menos atenta...

Na verdade a Vida passa o tempo a questionar-me e como as respostas nem sempre chegam prontas, continuo,  dias e dias a fio, a tentar descobrir o tal...o fio da meada !...

Ultimamente o imbróglio tem a ver com o Ser Humano. Nenhum problema especial, nem de saúde, nem familiar, nem económico, nem cultural, nem político, portanto, o mais importante de sempre...a convivência humana.

E tem dado pano p'ra mangas...horas e horas de sérias e animadas conversas. 

Tenho a Felicidade de ter um grupo de AMIGOS (os e as) que levamos muito a peito a necessidade de evoluir espiritualmente, e daí a nossa atenção permanente ao comportamento de cada um de nós, próprio e de todos em particular. Não é policiamento...não... é antes a tentativa de compreensão do que leva A ou B a tomar esta ou aquela atitude...

Este questionamento leva, com humildade, cada um a  desnudar-se e a aceitar uma critica ou um conselho, a colocar-se no lugar do outro e a entender o menos óbvio, a aceitar que somos todos muito diferentes, mas por isso mesmo, que estamos todos muito ligados, ou seja, completamo-nos.

Os comportamentos, nossos e dos outros, enformam a nossa Vida. Ela constrói-se com eles. Não vivemos isolados, somos seres sociais e quanto melhores os nossos relacionamentos, melhor a Vida de todos.

A tal minha Lua em Peixes é um pouco responsável por este meu tipo de sensibilidade relacional. É o modo como decorrem os meus relacionamentos que me "alimenta".

Esta resposta deu-ma a Astrologia quando há cerca de 10 anos me fizeram a minha carta astral. Notável! Aconselho vivamente! A Astrologia ajudou-me a tomar melhor consciência de mim própria e a aprender a compreender melhor os que me são próximos.

Cada signo distingue-se pelas suas características em sentido lato, melhora se tivermos mais dados e ajuda muito a entender porque é que somos tão diferentes uns dos outros!

A Numerologia, outro saber que me fascina, ajuda a entender o percursso que cada um de nós está a fazer aqui por onde anda...e não erra!! Garanto!

Pois é...as questões são muitas, os caminhos diversos, todos estamos em patamares de evoluçao  diferentes, mas desejando subir sempre mais e mais.

Estamos aqui para aprender uns com os outros.

E procurar descobrir qual a nossa missão nesta Vida.

Eu descobri a minha.

Sou Feliz.

      

        

sinto-me:
música: Amigos para sempre
tags:
publicado por Belisa Vaio às 22:09 link do post | comentar | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Dezembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
17
18
19
20
21
22
23
24
25
28
29
30

últ. comentários

mais comentados

links

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro