Quinta-feira, 03.06.10

...Alentejo da minh'Alma...

http://libertario08.files.wordpress.com/2009/01/alentejo1.jpg

 

 

Amo a imensidão nostálgica do Alentejo...

 

Amo este Poema de Miguel Torga...que trago no peito desde que o li/conheci...em 1999

 

BANQUETE

 

Encho os olhos de terra.

No Alentejo há muita e é de graça.

Dou-lhes essa fartura,

Antes que um só torrão, na sepultura,

Os cegue e satisfaça.

 

publicado por Belisa Vaio às 16:08 link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Os sapatos no Céu...são brancos...

https://1.bp.blogspot.com/_eKtt4kbUIyg/SuXoF0s55lI/AAAAAAAAAT8/XDN3VFQDbVw/s320/sapato7.jpg

 

 

A última aula da Aposénior, saltou do tema de Cultura Portuguesa...e subiu da Terra ao Céu...

Eu explico.

No regresso da nossa viagem de estudo às margens do rio Sado e de que falarei em breve, a Luísa ficou em Lisboa  uns dias, para dar um pouco de mimo - eu costumo dizer, dar de mamar - , aos filhos que estão a iniciar na capital, as suas vidas profissionais...

Como mulher livre e actual, aproveitou e foi ao teatro. Chegou empolgada com uma peça de Ionesco, cujo tema é sobre o modo de cada um  encarar a sua própria morte: "O Rei está a morrer"...

Imediatamente o grupo regressou aos tempos de infância e , tal como na escola,  toda a gente punha o dedo no ar na ânsia de dar a sua opinião sobre o tema e...como encara essa chegada, preparada ou não...

Os que partem demasiado cedo - na nossa opinião (mas quem somos nós para ajuizar se é cedo ou tarde?).

Os que partem tarde -  depois de terem realizado todos os sonhos -  e aceitam a sua chegada com naturalidade...

Também os receios, o mistério, o desconhecido...a falta de Fé ou de Algo em que acreditar...outras religiões, outras crenças, regressões e vidas passadas, reencarnações...

Enfim...cada um à sua maneira...( O Ser Humano é FASCINANTE...)

 

Bem, a dada altura chegou a minha vez...

E disse:

Claro que também já receei a morte e achei que, enquanto não deixasse os meus filhos, crescidos e adultos e, sem necessitarem do meu apoio,

era muito cedo para  fazer essa viagem...mas a partir dos meus 50, quando eles já estavam a caminhar pelas suas próprias pernas e eu me tinha REALIZADO, deixei de ter esse medo...

Já vivi todas as etapas da minha caminhada, as essenciais...fui menina, mulher e mãe...até já sou avó...perdi-me e encontrei-me...sei o que é a liberdade...faço da minha vida um acto contínuo de Amor...

Agora, vou tentando manter a velocidade de cruzeiro e...esperar com serenidade a chegada desse dia...

Até já disse às minhas  Amigas: Quando eu morrer, quero que ponham no meu túmulo, uma lápide que diga: Aqui jaz uma mulher que foi Feliz!

 

Acabo de dizer isto e a sala explodiu com risos, palmas, abraços e beijos!!

Os colegas...pelo inesperado, desataram a bater palmas e a professora veio direita a mim, rodeou-me os ombros e deu-me um beijo na testa...

Nisto, eu que fiquei surpresa  e feliz com a reacção deles disse: Mas, não quero morrer já!!!

Risada geral...E aí, expliquei porquê...

 

Costumo ter sonhos que me deixam muitas vezes a pensar...

Vi-me num quarto branco a arrumar sapatos brancos...mas eram sapatos diferentes dos vulgares...eram de cetim, muito fofos, tinham rendas, laços, pérolas, flores... lindíssimos, etéreos...imaginei que fossem sapatos de anjos...

Estava encantada e extasiada...

Nisto, reparei que começei a elevar-me e fiquei no tecto a observar os sapatos.

Nesse momento, conscientemente, senti que estava a partir e, de repente pensei que ainda não queria ir...

Nem fazem ideia do esforço físico que fiz para descer daquela posição e voltar a pôr os pés no chão do quarto!...E acordei...

Os mistérios do nosso sub-consciente...

 

publicado por Belisa Vaio às 07:23 link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Junho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
14
15
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30

últ. comentários

mais comentados

links

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro