Rainha Santa Isabel

 

Meu nome é Isabel em honra da Rainha Santa Isabel de Portugal...

Naquele tempo não havia ecografias e só se sabia o sexo do filhinho depois de ele nascer...Bem, há 34 anos, idade do meu filhote mais novo, também ainda não era possível fazer esse exame, pelo menos aqui por estas bandas...

Continuando...

Minha Mãe contou-me que , quando estava grávida de mim, foi rezar ao Mosteiro de Santa Clara-a-Nova ( onde se encontra a imagem e o túmulo com o corpo da nossa Rainha, ainda incorruptível), prometendo que, se nascesse uma menina se chamaria Isabel...e cá estou eu!

Talvez por isso e conhecendo a história e a vida desta Santa, fui-me tornando, a pouco e pouco, uma fervorosa devota e crente nos seus milagres.

Hoje, 4 de Julho,  é dia da Rainha Santa.

Fui visitá-la e mais uma vez pedir-lhe condução da minha Vida.

A nossa Princesa/Rainha, chegou do reino de Aragão (hoje pertence a Espanha) para casar com o nosso Rei D.Dinis, em 1282...com 12 aninhos...

Modelo de bondade e paz, alimentava o povo faminto e doente e intermediava nas lutas entre o marido e o único filho, D.Afonso .

Continua a venerar-se pelo Milagre das Rosas...
Diz a tradição que um dia, levando pão, escondido nas dobras do manto, para distribuir pelos pobres, D. Dinis lhe apareceu e lhe perguntou o que levava no regaço, ao que ela retorquiu: São Rosas, meu Senhor!

Abriu o manto e na vez de pão, caíram rosas...aconteceu o milagre...

 

Há dias, visitando a Feira de Artesanato de Coimbra, encontrei uma imagem da nossa Rainha, de braço dado com o Rei D.Dinis...estranhei...nunca tinha visto tal representação e perguntei o significado da mesma à sua autora, a famosa Júlia Ramalho, neta da não menos famosa Rosa Ramalho.

E eis a resposta:

Ó minha senhora, D. Dinis foi um safado, mas se não fosse ele ser assim ela também não tinha feito o milagre das rosas!

Calei-me...convencida...e comprei!