Perdoar às vezes custa...

Questiono-me muitas vezes sobre o quão difícil é lidar com determinadas pessoas e seus comportamentos reprováveis. O que leva alguém a fazer intriga, manipular, mentir, a criar conflitos, a fazer sofrer os outros e depois até a ter a lata de se vitimizar.

Já vivi num enredo parecido e que me fez criar anti-corpos que entram em acção só com a lembrança de episódios vividos. 

Ora eu que sempre fui do bem, acabo por me sentir muito angustiada pelo despertar em mim de sentimentos de raiva, e quero muito perdoar e esquecer mas é muito difícil. É uma luta diária na busca de algo tão superior como a vivência de um amor incondicional pelo outro, nem que ele/ela me faça perder a paciência.        

No entanto e desde há uns dias me parece que estou no bom caminho...

Ouvindo um psicólogo que falava sobre um assunto semelhante, percebi que há casos em que,  uma vida de desafectos e inseguranças pode levar a comportamentos conflituosos, desconfiados, de vingança, num total desrespeito pelo outro e sem medir consequências.

Vou aceitar esta opinião e assim perdoar já é mais fácil. Não tem mérito nenhum... mas Deus também conhece as feridas que me fizeram... 

E lembrar sempre o que Jesus disse ao ser crucificado: "Perdoai-lhes Pai, porque não sabem o que fazem".       

publicado por Belisa Vaio às 19:27 link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito