2 comentários:

Como certas figuras ficam incorporadas ao cotidiano, e tornam-se inesquecíveis...Outro dia ouvi algo muito interessante sobre nossa passagem por aqui: - Que não morremos, no momento de nossa morte...Só iremos de fato morrer, a partir do momento, que morrer a ultima pessoa que ainda pensava ou se lembrava de nós!
Um beijo Grande!
Bete do Intercambiando a 13 de Novembro de 2010 às 22:47
Fui lá ver o blog dele, e me simpatizei com a figura, e, apesar de não conhecê-lo, me deu uma tristeza, em ler seus cumprimentos para o Natal, e constatar, mais uma vez, essa nossa brevidade na vida!...Por que será que tem que ser assim?...Será que algum dia aceitaremos a morte com naturalidade, e sem dor?
Bete do Intercambiando a 13 de Novembro de 2010 às 23:00