Anos Dourados

 

Em 1999...

...quando chegou o dia de completar 50 anos, pesando embora alguma melancolia, justificada pelo peso de cumprir meio século de vida, dei a volta por cima e resolvi viver a data com muita gratidão por tudo  o que esses anos representavam...

À semelhança de qualquer comemoração cinquentenária, comecei o dia  oferecendo-me algo que fizesse jus à dita...um anel, simples mas significativo, formado por três aros de ouro, branco, amarelo e acobreado e que associei aos meus três filhos. Afinal são eles o "produto" mais precioso da minha Vida.

Depois, durante o dia, com beijinhos e telefonemas de parabéns à mistura,apercebi-me que sentia algo estranho. Não sabia o quê. Era uma mulher com uma trajectória de vida absolutamente vulgar, (certinha, direitinha, como disse alguém), mas...há sempre um mas...

Feliz? Quem é feliz? Podia ser bem pior!!Que mania!! Eterna insatisfeita? Sim, mas...

Mas que sensação era aquela? Alegre, inquieta, não, de facto não sei descrevê-la.   

Sei apenas que, de vez em quando tomava consciência desse sentir e logo a seguir pensava que tinha a ver com os "nervos" do dia...

Hoje, passados 10 anos, sei que era uma intuição a aflorar...

À data,  eu nem sabia que tinha nascido com a Lua em Peixes ...

Essa Lua, que faz de mim alguém que, para me sentir viva, tenho que me sentir emocionalmente alimentada. Hoje sei que não era.

De facto, passado algum tempo, tudo mudou na minha vida. Tudo.

 

sinto-me:
música: Tocando em frente (Maria Bethania)
tags:
publicado por Belisa Vaio às 22:03 link do post | comentar | favorito