O medo numa Revolução

25 de Novembro de 1975.

Passam hoje 35 anos sobre o dia em que foi decretado Estado de Sítio em Portugal, creio que na Região Militar de Lisboa.

É uma data que recordarei sempre, pelo medo que senti.

A Revolução iniciada em 25 de Abril de 1974 continuava com dificuldades em se afirmar.

Movimentos militares e dos vários partidos políticos entretanto surgidos na nova Democracia continuavam a ter dificuldade em conviver pacificamente.

Apesar de estarmos no Outono a temperatura política continuava muito quente!

Felizmente foi dado o comando militar da situação ao General Ramalho Eanes e , finalmente tivemos garantia de que a Democracia ía vingar.

E porque tive eu tanto medo? Medo de uma guerra civil, de que tanto se falava?

Quando a guerra nas antigas Colónias de África tinha acabado, viria agora uma guerra civil?

Houve mortes em 11 de Março e vi muitas armas em 28 de Setembro!

Mais guerra?

Eu, além de ser mãe de dois meninos com 4 e 2 anos estava grávida de outro!

Como iria alimentá-los? Como seria a Vida em tempo de guerra, ódio e morte?

A saúde, a educação, a economia...como seriam? Como iríamos sobreviver?

Acho que medo é pouco. Eu senti terror!

Guerra não!

Nunca mais!

publicado por Belisa Vaio às 20:54 link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito