Domingo, 03.10.10

Hoje sinto-me assim!

 

 

 

Acabo de chegar da Ilha desta simpática vendedeira de flores...

A minha fadiga, tem outras origens, que não o trabalho...

Viagem p´ra lá, viagem p´ra cá, amigos e amigas a abraçarem a minha alma...

Olhos que tudo querem ver, coração que tudo quer gravar...sabores a não perder e sol a aquecer-me...

Passeios... tranquilos, imagens...soberbas, simpatia...muita, mas...descanso ou cansaço??...

Cheguei hoje... cansada...

Quero, porém, regressar aqui, começando por prestar homenagem ao cansaço desta senhora...que descobri no Mercado dos Lavradores, no Funchal...

Fixei esta imagem ao cair da tarde...ela acordou ao "clic" da máquina e disse-me que já ali estava a trabalhar desde a madrugada...

Bom descanso...senhora...que o seu é merecido...

 

sinto-me:
música: Bailinho da Madeira
publicado por Belisa Vaio às 22:49 link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Sexta-feira, 13.08.10

Boas Férias!

 

Que ricas férias!

 

Muiiiiiito calor, sol, saúde, boa disposição, gasolina no carro e dinheiro pra gastos...e aí estão duas Amigas armadas em turistas, que descobriram que Coimbra...é muito mais que uma canção...de sonho e tradição...

publicado por Belisa Vaio às 22:23 link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 04.08.10

Para Meditar...

 

Como fotografia, pode não ter grande qualidade...mas é uma das imagens da minha Vida...

 

Eu explico...

 

Há uns anos fui passar uns dias ao norte de Portugal, mais propriamente a Vilar de Perdizes...

No domingo de manhã e para saborear na totalidade os tradições daquela região transmontana, dirigi-me à Igreja local, onde o querido Padre Fontes iria celebrar a Missa.

O dia lindo, o Sol magnífico, a paisagem de cortar a respiração e eu, fazendo horas ali pelo adro...

Começo a ouvir um motor de tractor agrícola e virei-me...ao domingo é "pecado" trabalhar...na agricultrura, pensei eu.

Só tive tempo de registar o momento da grande lição de fé...

O tractor transportava 5 idosos para a Missa. Todos teriam mais de 80 anos...e se repararem também com problemas de locomoção...

A Fé remove montanhas e ultrapassa todos os obstáculos...e nós tantas vezes, sem um minímo de razão, desistimos de viver...

Não é para meditar?

Quarta-feira, 07.07.10

FELICIDADE

 

Sinto-me FELIZ muitas vezes...

Assim foi no domingo passado...

 

Amo a natureza,

a beleza da paisagem...

o rio que corre num  espelho de água,

a sombra das árvores,

o banco de pedra. romântico e  envelhecido,

a outra margem,

Santa Clara,

a ponte,

que sei eu...

o Parque da cidade,

da minha cidade de Coimbra...

publicado por Belisa Vaio às 22:54 link do post | comentar | favorito
Domingo, 04.07.10

Rainha Santa Isabel

 

Meu nome é Isabel em honra da Rainha Santa Isabel de Portugal...

Naquele tempo não havia ecografias e só se sabia o sexo do filhinho depois de ele nascer...Bem, há 34 anos, idade do meu filhote mais novo, também ainda não era possível fazer esse exame, pelo menos aqui por estas bandas...

Continuando...

Minha Mãe contou-me que , quando estava grávida de mim, foi rezar ao Mosteiro de Santa Clara-a-Nova ( onde se encontra a imagem e o túmulo com o corpo da nossa Rainha, ainda incorruptível), prometendo que, se nascesse uma menina se chamaria Isabel...e cá estou eu!

Talvez por isso e conhecendo a história e a vida desta Santa, fui-me tornando, a pouco e pouco, uma fervorosa devota e crente nos seus milagres.

Hoje, 4 de Julho,  é dia da Rainha Santa.

Fui visitá-la e mais uma vez pedir-lhe condução da minha Vida.

A nossa Princesa/Rainha, chegou do reino de Aragão (hoje pertence a Espanha) para casar com o nosso Rei D.Dinis, em 1282...com 12 aninhos...

Modelo de bondade e paz, alimentava o povo faminto e doente e intermediava nas lutas entre o marido e o único filho, D.Afonso .

Continua a venerar-se pelo Milagre das Rosas...
Diz a tradição que um dia, levando pão, escondido nas dobras do manto, para distribuir pelos pobres, D. Dinis lhe apareceu e lhe perguntou o que levava no regaço, ao que ela retorquiu: São Rosas, meu Senhor!

Abriu o manto e na vez de pão, caíram rosas...aconteceu o milagre...

 

Há dias, visitando a Feira de Artesanato de Coimbra, encontrei uma imagem da nossa Rainha, de braço dado com o Rei D.Dinis...estranhei...nunca tinha visto tal representação e perguntei o significado da mesma à sua autora, a famosa Júlia Ramalho, neta da não menos famosa Rosa Ramalho.

E eis a resposta:

Ó minha senhora, D. Dinis foi um safado, mas se não fosse ele ser assim ela também não tinha feito o milagre das rosas!

Calei-me...convencida...e comprei!

Sábado, 03.07.10

Aposénior...e os Pastéis de Tentúgal

Hoje tivemos a nossa festa de encerramento das aulas...
Como sempre, a Directora, Drª. Leonor, proporcionou-nos um dia cheio de experiências, a que de outro modo, concerteza, não teríamos acesso.
Entre outras, a que mais me marcou, foi a visita a uma fábrica de Pastéis de Tentúgal...
Nós, que gostamos tanto de saborear aquelas delícias, não fazíamos ideia do trabalho que levam a fazer...
Como diz o senhor José Craveiro, etnólogo e contador de estórias local, é a única receita de pastelaria que não existe...não há pesos, nem medidas...só a experiência de quem os faz, desde o tempo das freiras do convento de Tentúgal, há mais de 400 anos...
A partir de hoje, prometo, vou saboreá-los com mais cuidado, agradecer ao Universo a sabedoria de quem os faz e acima de tudo...achar que são muito baratos, porque...por dinheiro nenhum eu me metia em tal empreitada...
Apenas uma pequena nota...
A massa,  feita apenas de farinha - finíssima - e água é estendida  à mão e no chão, em cima de alvos panos brancos.
Deve ficar tão fina, qual folha transparente de papel, através da qual se possa ler um livro!
Essas pequenas folhas de papel, são sobrepostas (eu pensava que era massa folhada, mas não é...eu vi!)  recheadas com um doce de açúcar, gema de ovo e água..o pastel enrolado e pincelado com um pouco de manteiga e utilizando para essa tarefa uma pena de galinha!
Que tal?

Aqui fica para a posteridade o testemunho do que digo atrás e para fundamentar a saudade nada melhor que a minha querida Balada de Coimbra, para ouvir em momentos muito especiais... 

Sábado, 08.05.10

Joe Berardo, bem-haja!

http://www.emmashouseinportugal.com/wp-content/gallery/gallery/rafael.jpg

 

Esta semana foi cheia! Não parei! Mas chego ao fim com a alegre sensação de ter a alma cheia!

Com o "regresso às aulas" na Aposenior, acabou-se a pasmaceira...e...começaram as visitas de estudo!

Na minha primeira vez, fomos a Sangalhos, aqui perto, visitar as Caves Aliança e o Museu Underground Berardo.

O comendador Berardo foi um emigrante português na África do Sul que, além de ali se tornar um dos portugueses mais ricos da actualidade, mostrou ser um homem extremamente sensível e grande coleccionador. É proprietário de inúmeras e valiosas colecções de todo o tipo de obras de arte, que se encontram espalhadas por vários museus em Portugal e no Mundo e é, para mim, digno de toda a admiração. Senão vejamos: Em todos os seus Museus, as entradas são gratuitas! É que ele, tendo sido uma criança pobre, não tinha dinheiro para comprar o bilhete de ingresso para visitar o Museu do Funchal, sua cidade natal. Posto isto, prometeu que, se a vida lhe permitisse e os seus sonhos se cumprissem, as entradas nos seus museus seriam sempre gratuitas, para que o povo pudesse ter acesso, sem restrições à cultura! Grande exemplo!

Mas voltemos às Caves...

Em dois meses, deixaram de ser apenas dedicadas ao fabrico de espumantes e aguardentes e foram enriquecidas com novo décor e as colecções do Comendador: e são várias...arte africana, actual e com 1500 anos, fósseis, minerais (fiquei apaixonada...) azulejos e cerâmicas do grande Rafael Bordalo Pinheiro!

E aquele corredor de que não me esqueço? De um lado, as garrafas de espumante rosée, do outro a parede revestida com enormes cristais de quartzo rosa, oriundo do Brasil...quer dizer, com uma iluminação estratégica, criou-se um ambiente absolutamente de sonho...

Recomendo a todos! Não devemos desprezar a Cultura que chega até nós e não se fica por Lisboa ou Porto!!

 

Entretanto, de passagem por Coimbra, visitei a Feira de Artesanato na Praça da República.

Despertou-me a atenção a grande quantidade, diversidade e qualidade de ceramistas. E ali, coloquei a hipótese de comprar uma imagem da Raínha Santa Isabel, nossa querida padroeira de Coimbra e a quem devo o meu nome.

Acontece que a que mais me seduziu, era completamente fora daquela a que estamos habituados! No dizer da sua criadora e artesã, de Barcelos, era um Raínha Santa minhota! E era! Até tinha nas orelhas uma arrecadas e as rosas eram profusas e muito coloridas! Gostei muito e estou a habituar-me à ideia de a ir buscar, no caso de ela ainda lá estar...Mas depois onde a vou colocar? O meu apartamento é pequeno, está cheio e ELA merece um lugar de excelência!

A ver vamos...

sinto-me: de alma cheia !
publicado por Belisa Vaio às 21:49 link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Dezembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

últ. comentários

mais comentados

links

blogs SAPO


Universidade de Aveiro